terça-feira, 6 de março de 2012

CAPACITAÇÃO EM PROJETOS CULTURAIS

Dois integrantes do Ponto de Cultura/Secretaria de Cultura estiveram participando ca capacitação presencial.


Ministério da Cultura (MinC), por intermédio da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura (Sefic), promoveu, entre 29 de fevereiro a 2 de março, na cidade de Natal, a 1ª oficina presencial de 2012 do Programa de Capacitação em Projetos Culturais, reunindo 76 participantes de vários municípios do Rio Grande do Norte.
Um deles foi o poeta e cordelista Polion Medeiros, que percorreu 280 km da cidade de Caicó para participar da oficina. “Quando um Programa como esse me contempla, contempla não apenas a mim, mas toda a região, que, no meu caso, é o semi-árido nordestino, para onde pretendo levar todos esses conhecimentos”, afirmou, adiantando que pretende, a partir do aprendizado do curso, tentar realizar o projeto da Feira de Artesanato do Seridó.
Durante o curso, a arte-educadora Bianca de Souza relatou o caso de uma amiga que participou da oficina em Currais Novos(RN) e posteriormente submeteu ao Banco doNordeste (BNB) o projeto elaborado no decorrer da dinâmica. Segundo ela, o referido projeto, batizado de “Furdunço Cultural”, foi aprovado pelo BNB e executado em 2011.
Bianca de Souza também disse esperar utilizar o aprendizado em suas práticas profissionais. “O curso é muito bom e nos auxilia a organizar as ideias com mais coerência. Vai ser importante para aperfeiçoar a minha prática, uma vez que já atuo com projetos culturais”, avaliou.
A capital potiguar foi a 22ª localidade a ser beneficiada com a 2ª etapa do Programa. A programação contou com debate do secretário da Sefic, Henilton Menezes, e do chefe da Representação Regional Nordeste, Fábio Lima.

DEPOIMENTOS

video

DEPOIMENTOS

video

ENSAIOS DA FILARMONICA SÃO TOMÉ

video

segunda-feira, 5 de março de 2012

HARMUS lança NOVO VÍDEO e convida para CONCERTO‏


      O CORAL HARMUS tem a satisfação de convidá-lo para o Concerto "Messias, partes de um todo" que acontecerá próxima sexta, 09 de março às 20h no Teatro Alberto Maranhão sob a regência de Leninha Campos. Por motivos de força maior o maestro português Cesário Costa teve que adiar sua vinda à Natal, entretanto o Concerto acontecerá e certamente será uma linda noite repleta de arte em comemoração ao Ano de Portugal no Brasil. Teremos a ilustre presença do Consul Francisco Lamy fazendo a abertura com uma fala de boas vindas a todos neste especial congraçamento entre Brasil e Portugal e também a participação especial de Orquestra, da premiada Cia. de Dança do T.A.M. e do pianista Humberto Luiz tocando Luiz Gonzaga em versões que unem jazz e forró.

     Para conhecerem mais um pouco do Harmus, segue vídeo do seu 2o DVD, "Dos Pés à Cabeça" com lançamento previsto para maio deste ano, com a música Lamento Sertanejo de Gilberto Gil e Dominguinhos, participação da Banda Brazuka Jazz, Cia. de Dança do T.A.M. e de Carol Benigno na sanfona.



http://www.youtube.com/watch?v=sjhL0sNpgb8


Imagem inline 3

sexta-feira, 2 de março de 2012

Oficina ensina metodologia para aprovar projetos culturais


   

A Secretaria Extraordinária de Cultura do Rio Grande do Norte (Secultrn/FJA) é parceira do Ministério da Cultura e da Fundação Getúlio Vargas (FGV) no Programa de Capacitação em Projetos Culturais. O segundo módulo está sendo realizado até essa sexta-feira, 3 de março, no Instituto Kennedy, onde cerca de 90 pessoas - cuja prerrogativa foi ter feito o primeiro módulo à distância - estão participando de oficinas presenciais com técnicos da FGV e do Minc, assim como a coordenadoria da Secultrn/FJA, através da professora Cléa Bacurau.

De acordo com a chefe de divisão da Coordenação do Programa de Capacitação em Projetos Culturais, do Minc, Juliana Santana, desde 2008 que esse programa existe. Mas, foi a partir de 2009 que ele foi ampliado e já passou por 21 localidades, nas regiões do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Esta Oficina que ocorre em Natal agora é a primeira de 2012. "O programa partiu de uma prerrogativa de ir além do simples preenchimento de formulários. A ideia era que pudéssemos oferecer aos participantes conceitos de política cultural, gestão, direito autoral, assim como também as técnicas de elaboração de projetos dentro do que chamamos de Metodologia do Quadro Lógico", explica Santana. Depois do segundo módulo, ainda é possível fazer mais dois: Fase Avançada à Distância e Formação Facilitadora. Essas duas fases, segundo informou, serão aplicadas naquelas 21 localidades iniciadas a partir de 2009.

A "Metodologia do Quadro Lógico" tem como um dos professores, o coordenador do Programa pela FGV, Roberto Pimenta. Ele explicou que o objetivo desse curso é para que os participantes aprimorem o que já sabem fazer, aliando a conhecimentos de política cultural, de maneira que os produtores e agentes culturais estejam aptos a atuar nos campos de incentivo, como editais, por exemplo. "Os fomentos já existem. Há uma tendência mundial nesse aspecto e, uma vez os proponentes de projetos, entendendo como devem atuar, se os projetos forem bem elaborados, certamente, incentivos não vão faltar", disse ele.